quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Fútil eu?


O que há de mais fútil no Salão do Automóvel?

Os carros ou o glamour das modelos?

Sinceramente devo dizer que trabalhar no Salão não é só uma experiência cansativa, e desgastante, mas acima de tudo completamente fora da realidade.

Para aproveitar melhor minhas oito horas de trabalhos diários para os 11 dias trabalhados, resolvi descobrir o que realmente interessa no meio da futilidade: Os brindes!!

Pra começar, acho uma injustiça que se desenvolvam guias para o que você pode ver de carros em destaque e de estands com as mulheres mais bonitas, mas não haver o guia mais útil de todos, que é o que você de fato leva pra casa?

Em primeiríssimo lugar esta o estande da Volks que arrasou! Sim porque carro mesmo só os fanáticos, o resto esta ali de alegre, e alegria era o que não faltava na Volks. Não eu não trabalhei pra eles, não estou ganhando pra dizer isso. A verdade é que eles montaram um teatro, com uma super infra-estrutura para receber nada mais nada menos do que Fernanda Porto, Zélia Duncam, Paula Lima e Roberto Frejat. Só o show com 5 músicas valia o preço do ingresso. Cada dia um convidado, adorei! Fora isso havia um show com saxofonistas, dançarinos, cantores, enfim, festa a cada uma ou duas horas. Sem contar o espaço mulher que te dava um curso de maquiagem, e um desfile com um modelito para cada carro da marca.

Então na soma dos brindes, levei da Volks um New Beetle de pelúcia, uma caneca, uma plantinha pingente de celular, uma garrafinha de água em miniatura, uma cruzadinha e caça palavras, uma bolsa linda, uma máscara de cílios e gloss da Natura, e de quebra sambei com a Paula Lima no palco, e esta filmado pra não dizerem que é mentira!

A MTV me deu uma camiseta patrocinada pela Fiat, e um boné. A AMW um chaveiro de rodas, a Wendlers uma caneta bonita, a Alcântara Machado um bottom do símbolo do Salão do Automóvel. Tudo chegou a mim porta adentro do meu estande sem que eu fizesse nenhum esforço, o que foi ainda melhor!

Só faltava mesmo o kit de maquiagem Max Love dado pela Transamérica, caso o visitante fizesse um strike num simulador de boliche. Esse brinde tava difícil de sair. Fiquei sabendo dele no penúltimo dia, e não estava mais disponível. No domingo, pedi aos meninos do meu estande para tentar ganhar o kit, mas o pessoal lá não estava muito a fim de doações. O que eu fiz? Fui buscar pessoalmente! Peguei a fila, fiz o strike de primeira e levei o kit, apesar da moça querer me dar ingressos para o Hopi Hari!

Moral da história: Existem as coisas que vem até você, e as que você tem de buscar por si só!
De fútil por fútil melhor aproveitar!!

3 comentários:

Flavia Melissa disse...

Hahahaha, amiga, just perfect!
Meu b-day é domingo agora, me dá um dos seus brindes, dá?
Hihihihih

Beijos!

Nana disse...

hahaha ótimo amiga!
fútil é algo complicado de se dizer, fútil é qualquer coisa que seja supérfluo? não sei, parece que por mais desnecessário que seja, sempre agrega alguma coisa, nem que sejam risadas, massagem no ego ou mini beattles de pelúcia!
eu quero ver o vídeo com a Paula Lima!!
beijos, saudade!

maicher disse...

able556
bay582
nit5489
pastor6475
ream6243